Páginas

sábado, 16 de junho de 2018

Desperdicio



















Um empate com cara de derrota em Barueri. Um ponto fora de casa pode ser interessante é verdade, pois empatar é melhor que perder, mas no caso, o Criciuma esteve duas vezes a frente do placar, e em dois vacilos, cedeu o empate. Nao só nao saiu do Z-4 como com o 2 a 2 em Barueri diante do Oeste, perdeu uma posição. Um desperdicio perigoso, pois esse era jogo para vencer, para sair da zona do rebaixamento. Sao quatro pontos desperdiçados em dois jogos, e oque é pior, dois deles dentro de casa. Alguns jogadores precisam jogar mais. caso do João Paulo que não vive uma boa fase e parece que o ataque nao funciona sem ele. Mazola Jr. terá muito trabalho pela frente. Negocio é recuperar em Pelotas, mas precisa jogar mais e falhar menos. Essa instabilidade pode trazer problemas sérios la na frente.

sábado, 9 de junho de 2018

Deu ruim


















O Boa Esporte interrompeu a serie de vitorias do Criciuma, e evitou que o Tigre conquistasse a terceira vitoria seguida.A verdade é que o time nao repetiu as atuações anteriores, diante de Avai e Paysandu. O ataque nao funcionou, Zé Carlos e Joao Paulo estiveram abaixo das possibilidades, e como a bola passa sempre por eles no ataque, ficou dificil furar o bloqueio mineiro. Luiz falhou no gol, mas o resultado passa por dois penaltis nao marcados pela arbitragem. Fica o prejuízo de empatar com o lanterna. Ruim para os dois. Pior para o Criciuma que jogou em casa. Resta como consolo o fato de que de nove pontos disputados, venceu sete. Mas é pouco, pra quem está cravado nba zona do rebaixamento. Deu ruim.

Foto: colaboração Joel Bernardo/Rádio Difusora

terça-feira, 5 de junho de 2018

Desencantou



















O Criciúma voltou a vencer no brasileiro da Série B. Um jogo que se desenhou com ares de dramaticidade, terminou com folga, 4 x 1 diante do Paysandu, garantindo a segunda vitoria consecutiva do Tigre. E o nome do jogo foi Zé Carlos. Marrento, azedo, irritado, excedendo algumas vezes. Tudo isso é verdade, mas a verdade é que ele sabe os caminhos do gol. Conhece como poucos. Marcou dois, mesmo com ferimento na testa, um deles de cabeça e ja é artilheiro ao lado do Joao Paulo, na B e na temporada. Luiz Fernando fez boa partida, e é preciso falar do técnico Mazola Junior, que deu equilibro ao time, acreditou nos garotos Mangabeira e Eduardo, que inclusive fez gol. A exemplo de 2017, o Tigre começou mal e foi reagindo. Parece que o campeonato tem esse desenho. Reação na hora certa. Agora é caprichar diante do Boa Esporte, e sair desse desconforto de estar no Z-4.

Foto: colaboração Criciuma Esporte Clube

sexta-feira, 1 de junho de 2018

Vitoria para entrar de vez no campeonato
























Tem um velho ditado que cabe bem para o momento do Criciuma: " Não ha mal que sempre dure ". É isso. Uma hora teria que vencer, e a oportunidade apareceu, justamente num classico, diante do Avai de bela campanha, onde nao tem favorito. Um primeiro tempo de luxo, onde faltou apenas a bola entrar. Criando oportunidades, com atenção na defesa, com futebol coletivo e sem se intimidar, o Tigre mereceu vencer. Mesmo que no segundo tempo o Avai tenha feito uma pressão, o Tigre garantiu os tao sonhados primeiros tres pontos, a tao sonhada primeira vitória. Agora, dois jogos em casa, Paysandu na terça e Boa Esporte no sábado. O futebol apresentado na Ressacada traz esperança para uma metamorfose no campeonato. Dentro de casa, agora é vencer os dois jogos, sair do Z-4 e alçar voos maiores no campeonato. Ainda é possivel sonhar.

Foto: colaboração Polidoro Junior

terça-feira, 22 de maio de 2018

Tigre repete o inicio ruim de 2017 na Série B


















O Criciuma segue seu inferno astral no brasileiro da Série B, repetindo o inicio de 2017, com derrotas e mais derrotas. Mudou o técnico, mas o futebol continua o mesmo, embora nao é possivel, cobrar, ainda, do tecnico Mazola. Primeiro tempo horroroso, com falhas especialmente na bola aérea do adversário e um segundo tempo onde teve chances, especialmente uma com o Zé Carlos onde o goleiro do Fortaleza salvou de forma milagrosa. Estava melhor até o momento em que ouve uma queda no fornecimento de energia no Castelão, que acabou de alguma forma acabou atrapalhando o Tigre, que vivia sue melhor momento no jogo  Dai veio o segundo gol, pra consumar o momento ruim. Quer fase. Tudo da errado. Nao é por acaso, Mazola pediu a contratação de 10 jogadores. Serve de consolo que em 2017, o inicio também foi ruim. Nao tao ruim quanto este ano, mas também foi um inicio ruim.

Foto: colaboração Pedro Chaves/Fortaleza

terça-feira, 1 de maio de 2018

Vexame
















A expectativa era de uma vitoria do Criciúma e inicio da recuperação na Série B, até pela atuação em Curitiba, mas nada disso aconteceu na  tarde chuvosa deste 1º de maio no Heriberto Hulse. Perdeu por 3 a 1 para o modesto CSA, nao jogou nada, teve goleiro falhando, gol contra bisonho, lateral expulso como aspirante, Zé Carlos expulso no banco, ou seja, aconteceu tudo aquilo que de pior poderia acontecer. Isso resume oque foi o Tigre na derrota dolorida, e que exige mudanças. Gosto muito do Argel, mas futebol é resultado, e cabe agora a direção saber se é o momento de fazer a troca, já que nao da pra fazer diferente. Eu esperaria um pouco mais, pois tu tira o Argel e traz quem ? Voces lembram da atuação do time em Curitiba, apensar da derrota ?? Parece que o problema está no fator local. Isso deveria ser um ponto a favor e parece que está atrapalhando. Time sente a pressao, nao tem confiança e confesso que nao sei se isso se resolve apenas na conversa. Eu daria um tempo a mais pro Argel, pelo menos nesses jogos diante do Guarani e depois com Juventude e ao mesmo tempo ja pensaria em reforços. Um zagueiro, um segundo volante  é urgência urgentíssima. Quatro jogos, quatro derrotas, nao condiz com a grandeza do Criciúma.

Foto: Criciuma Esporte Clube/ Divulgação

sexta-feira, 27 de abril de 2018

Não merecia perder
















Não tenho problema algum em afirmar que o Criciuma não merecia perder o jogo em Curitiba. Foi melhor que o adversário, teve intensidade, criou varias chances , parou no goleiro Wilson e contabilizou a terceira derrota seguida. Mas o futebol apresentado, a coragem do técnico Argel, o talento de João Paulo, a disposição do time em campo, projetam um futuro melhor no campeonato. Ja deveria ser melhor contra os paranaenses, que chutou duas bolas em gol e fez dois gols, um deles com a colaboração do goleiro Luiz. É preciso registrar a péssima arbitragem do goiano Eduardo de Aquino, que amarelou a vida do Tigre, e poupou o Coritiba. Foi tao mal e responsável pelo resultado, pois deixou de expulsar o atacante Kady, após uma entrada criminosa no Andrew e em seguida o atacante paranaense fez o gol. Mas fica o consolo de uma grande atuação, projetando uma boa sequencia, que precisa começar na próxima rodada diante do CSA, no feriado de 1º de maio.


Foto: Geraldo Bunmiak/Estadao


sábado, 21 de abril de 2018

Inicio preocupante





















Preocupante o inicio do Criciuma no brasileiro da Série b. Derrota em Goiania e derrota em casa na estréia para a Ponte Preta,  repetindo 2017, quando ficou cinco jogos sem vencer. O time fez um péssimo primeiro tempo, voltou melhor no segundo tempo, mas parou no bom goleiro Ivam. Tem um lance pra discutir, um lance em que a bola parece que entrou no gol da Ponte, oque nao foi confirmado pela arbitragem. Até o Argel colaborou, quando tirou Nicolas que era o melhor atacante do Tigre. Agora a bronca é fora de casa com o Coritiba, na proxima sexta. Reagir é preciso. Melhorar é preciso. É só o inicio mas vamos esquecer isso, porque num campeonato de pontos corridos, cada ponto perdido pode fazer falta la na frente.


Foto: colaboração DC

sexta-feira, 13 de abril de 2018

Estreia com derrota



















A estreia no brasileiro da Serie B foi com derrota. Com três falhas, o Criciuma entregou o jogo para o Atletico Goianiense, amargando uma derrota, que frustra porque o Tigre saiu de frente e permitiu a virada. Chegou a fazer dois gols, e é preciso colocar que o arbitro Jeam Pierri nao foi bem, confirmando um gol no impedimento,  e nao dando um penalto claro. Desta vez a parada do primeiro para o segundo tempo nao funcionou. Zé Carlos apagado, foi um a menos e Nicolas foi oque de melhor se observou na etapa final. Mas nao pode errar tanto na medida que cada jogo é uma decisão, pra cima ou pra baixo. Agora é reação diante da Ponte Preta, sábado no HH. Perdeu fora, obrigação de recuperar em casa.



Foto: colaboração Diario Catarinense

domingo, 1 de abril de 2018

Despedida com vitoria
















Terminou para o Criciuma o campeonato catarinense, e é preciso dizer que terminou em alta, naquela que foi diante do H.Luz a quarta vitoria seguida no estadual. Depois de um inicio preocupante, o primeiro turno de derrotas e tropeços em casa,  a reação, com a segunda melhor campanha, atras apenas da Chapecoense. Foi um campeonato atipico para os padrões Criciuma E. Clube. Oque se queria era o Tigre em campo dia 08/04 para a decisao do campeonato, mas pelas circunstancias apresentadas especialmente no primeiro turno, da até para comemorar. Dos males o menor. Mas agora  o catarinense ja era, e o foco é a Serie B. A B não é o catarinense e todos nos sabemos que o Criciuma previsa reforçar. Tem uma base mas precisa fazer contratações pontuais. A longa caminhada inicia dia 13 diante do Atletico Goianiense. Que se tire as lições do que nao deu certo no estadual, para nao correr riscos na B e buscar o tão esperado retorno a elite do futebol brasileiro.

Foto: colaboração Criciuma Esporte Clube