Páginas

domingo, 18 de fevereiro de 2018

Ta feio
















O futebol apresentado por Criciuma e Hercilio Luz na noite deste domingo, mostra bem a realidade do nosso futebol e fundamentalmente, a realidade do Tigre. Depois de uma grande vitoria sobre o Joinvile, esperava-se mais do time. È preciso no entanto registrar as ausências de Mailson e João Paulo, que fizeram falta, porque ofensivamente o Tigre nao existiu e quando teve as oportunidades, faltou colocar o pé na forma. O zero a zero foi ruim para os dois e a briga pra sair da zona de rebaixamento, vai continuar. Agora muda a chave, e foco na Copa do Brasil. E o returno ja tem o líder Figueirense na primeira rodada. Oremos.


Foto: colaboração Criciuma E.C

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Recuperação encaminhada




















Parecia que tudo se encaminhava para um empate e que nao seria dessa vez que o Criciuma conseguiria a primeira vitoria sob o comando do Grizzo, mas com todas as dificuldades, com as pernas nao obedecendo, oque de mais importante poderia aconteceu: o gol aos 47 e a primeira vitória sob o comando do  Grizzo que merece ser efetivado, até para ter tranquilidade para seguir o seu trabalho. Nao há mal que sempre dure, isso estava escrito nas estrelas. Nao seria possivel conviver com essa zica por muito mais tempo. Era que tudo que o Tigre precisava, porque agora com o Hercilio Luz,  uma vitoria recoloca o Criciuma no campeonato, projetando um segundo turno melhor. Agora é torcer por um empate entre Tubarão e Inter que  jogam nesta quinta e depois em Tubarão iniciar definitivamente a recuperação no campeonato.

Foto: divulgação JEC

sábado, 10 de fevereiro de 2018

Alivio



















Quando tudo parecia perdido, o gol de Caio foi um verdadeiro alivio, pois apesar da necessidade da vitoria, perder seria pior. A fase é ruim, o futebol é limitado, e precisa melhorar, mas empatar é melhor que perder. Com falhas na defesa, sem um futebol de organização no meio de campo e com ataque que inexistiu, o Criciuma deixa claro que precisar definir algumas situações, tipo, a questão do técnico Grizzo. Se nao vai efetiva-lo como técnico, que busque um outro ou efetiva o ídolo do Tigre. Essa indefinição é ruim, nao da tranquilidade a ninguém. Grizzo conquistou seu primeiro ponto numa campanha de quatro jogos, duas derrotas e dois empates, sendo no catarinense duas derrotas e um empate. Agora diante do Joinville, é mais um jogo daqueles pra deixar o cardiologista de plantao. Deixou a lanterna. Agora é buscar, no esforço ao menos, sair da zona da degola.

Foto: colaboração Gabriel Machado

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Vaga no sufoco
















Foi no sufoco, com toda a dramaticidade, mas o 1 a 1 do Criciuma diante do São Caetano,  garantiu a passagem para a segunda fase da Copa do Brasil. Um belo primeiro tempo, com varias chances claras de gol, e um segundo tempo de menor intensidade e de crescimento do time paulista, que criou com esse crescimento, situações importantes para vencer o jogo. Chegou ao empate e no finalzinho por pouco nao conseguiu a virada. Em nao matando o jogo no primeiro tempo quando teve as oportunidades, era natural que haveria a reação adversaria. Foi no sufoco e é preciso comemorar e muito. A classificação vale mais R$ 600 mil nos cofres e quem sabe uma maior confiança porque por hora, a nossa copa do mundo é o estadual e sábado tem pedreira pela frente em Lages diante do Inter.


Foto: colaboração Diario Catarinense

domingo, 4 de fevereiro de 2018

Inferno Astral II















Nao vejo necessidade de mudar o titulo do post, pois na verdade, o Criciuma segue com seu inferno astral no catarinense, naquele que pode ser considerado o pior inicio em um estadual. Tomou gol cedo, numa falha do zagueiro Nino, que resultou na falta e no gol, teve forças pra reagir, lutou, criou, mas a bola caprichosamente insistiu em nao entrar. E teve a expulsao equivocada do Elvis - não houve agressão e o amarelo seria o ideal - que acabou atrapalhando. A impressão é que o empate viria a qualquer momento. A expulsao atrapalhou os planos do Criciuma, e isso precisa ser atribuído como erro grave do árbitro Diego Cidral. Mas a fase é ruim e qdo a fase é ruim, tudo atrapalha. Mas nao há mal que sempre dure , e é bom que o Criciuma se apegue nesse detalhe. Pra piorar, tem ainda  que jogar em Lages no sábado, onde a gente sabe que é pedreira. Na quarta desliga a chave e encara a Copa do Brasil diante do São Caetano. Nao vejo futuro nesta competição, mas é bom aproveitar que tem uma boa grana e ver oque acontece. Oque vier é lucro.  Mas a grande preocupação é com o catarinense e a necessidade de sair logo dessa situação incômoda, que nao condiz com a grandeza do Criciuma.

Foto: colaboração Fernando Ribeiro

quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Inferno Astral















Um primeiro tempo terrivel, uma melhora no segundo tempo, mas um resultado que coloca o Tigre na zona do rebaixamento do campeonato catarinense Sicob. A derrota em Brusque por 2 a 1 no Augusto Bauer, sob o comando do Grizzo, evidencia o momento ruim, preocupante, na medida que um tsnunami se instalou depois do desastre em Tubarão. São tres derrotas em cinco jogos e o desprazer de estar no Z-2, oque, convenhamos, nao condiz em nada com oque se espera de um clube com a grandeza do Criciúma. A melhor noticia da noite foi transmitida pela Michelli Veiga e confirmada pelo comentarista Rogerio Dimas, da Difusora AM 910, que é a possibilidade de um acerto com o técnico Argel. Éssa é a melhor noticia. Argel tem identidade com o clube, é querido pela torcida e chegaria chegando como se fala, sendo um fato novo, o principal, para o jogo com o Avai domingo. O Tigre vive seu inferno astral,  e precisa com urgência de recuperação. Somente um fato novo pode mudar o quadro, e esse fato novo me parece  único, e tem nome: Argel Fucks.

Foto: colaboração Lucas Gabriel/Brusque

segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Cantei a pedra
















Tão logo terminou o jogo onde o Criciuma tomou 3 a 0 do Tubarao e diante da negativa do tecnico Lisca em participar da coletiva, ficou muito claro que ele estava fora. A própria entrevista do Emerson Almeida deixou isso muito consistente. A reunião desta tarde foi apenas para formalizar a saida do comandante, que pediu pra sair e estava na cara que a direção aceitaria. Sem um esboço de time e preterindo jogadores mais experientes, deixando os contratados de fora e colocando a garotada da base, Lisca queimou o seu filme. Nao tinha como ficar. Pedido pra sair feito, pedido aceito. Penso que se nao fosse agora, seria amanhã ou depois. Contratar Lisca foi o primeiro equivoco da direção. Não tem o perfil do técnico que o Criciuma precisa. Quem sabe agora apareça por aqui o Argel. Tem identidade, a torcida gosta, e seria uma forma da diretoria reparar o seu erro. E quarta ja tem pedreira em Brusque.


Foto: colaboração Criciuma E.C

domingo, 28 de janeiro de 2018

Derrota e possível saída de Lisca
















O Criciúma fez uma péssima partida na noite deste domingo em Tubarao, e caiu tomou 3 a 0 do até entao lanterninha do campeonato, e que nao havia vencido ninguém no estadual. Foi realmente um jogo em que será preciso apagar tudo e aumentar a responsabilidade. O jogo pode ser resumido no comentário do goleiro Luiz, dizendo que faltou garra, sangue, e que ele nao pode segurar sozinho. Foi um desabafo que vai render. Após o jogo, Emerson Almeida na sua entrevista deixou uma interrogação em relação a comissao tecnica e a minha leitura apos a manifestação do Almeida, é de saída do técnico Lisca.  A verdade é que esta criada uma situação ruuim, que coloca em cheque o trabalho do comandante tricolor, e praticamente inviabiliza a sua permanência. Reuniao nesta segunda define o futuro da comissao e do próprio Criciúma. São quatro jogos é verdade, mas se tiver que mudar, que seja agora.

Foto: Diario Catarinense/Colaboração

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

Empate que satisfaz















Nao foi de todo ruim o empate em 0 a 0 do Criciúma diante da Chapecoense na noite desta quarta-feira no HH. Lisca surpreendeu na escalação, mudou a forma de atuar do tigre, e parou a Chape. Cristian, Jean Mangabeira e Dodi se destacaram e na Chape, Guilherme e o sempre perigoso W.Paulista foram os melhores. Um resultado que nao pode ser desprezado. Problema é que o empate coloca o Tigre a uma distancia de cinco pontos do líder Figueirense. Agora diante do Tubarão, nao tem outro resultado que nao a vitoria, pra nao perder contato com os da ponta. Fosse eu o Lisca, manteria o time com tres zagueiros, mas traria de volta o Alex Maranhao. Resultado que nao pode ser desprezado, mas que reforça a necessidade de vitorias na sequencia.

Foto: colaboração Criciúma E.C.

domingo, 21 de janeiro de 2018

É só o inicio
















Um gol em cada tempo e uma vitoria que valeu muito pelo resultado. O Criciuma nao fez um bom jogo, chegou a levar sufoco do do Concordia em alguns momentos, quando vencia por 1 a 0. Qdo veio o segundo gol, aí o Concordia acusou. Mailsom foi o melhor do Tigre na escolha dos colegas da Difusora. Elvis é um jogador que tem bola pra ajudar o Tigre na caminhada, Sandro é seguro na zaga, Luiz, sempre o São Luiz, salvando o Tigre em três oportunidades. Maranhao precisa melhor. O time precisa muito dele. É só o inicio é verdade, mas precisa melhorar, e a evolução é algo natural e que se espera, até pelas exigências que a temporada vai exigir.  Quarta feira é contra a Chape no HH, uma oportunidade de observarmos essa evolução que se espera, e que se torna necessária.

Foto: colaboração Diario Catarinense