Páginas

terça-feira, 9 de outubro de 2018

Derrota em jogo fraco



















Jogo sem emoçao. Com muitas ausências e um futebol de vontade e sem criatividade, o Criciuma perdeu para o Brasil de Pelotas por 1 a 0. Ja havia empatado com o Oeste, e agora, derrota. Restam sete jogos, e agora serão dois fora de casa, diante do Sao Bento e Figueirense. Restam dos sete jogos, tres em casa, e quatro fora. Se ganhar dois jogos em casa resolve e sobra. Se nao vencer em casa, tem que buscar fora. Bom é nao bobear.

Foto: colaboração Criciuma E.C

terça-feira, 2 de outubro de 2018

Polo aquático ou futebol
















Foi uma noite de muita chuva. Mais para polo aquatico que futebol no empate sem gols entre Criciuma e Oeste. Nao tinha como se esperar um futebol de qualidade. A muito tempo nao via o gramado do HH com tanta agua, apesar da otima drenagem. Primeiro tempo Tigre criou boas possibilidades e dai perdeu Zé Carlos, e se foi a referencia. Joanderson nao consegue dar uma boa resposta. E teve ainda o prejuízo de possiveis penalidades nao marcadas pelo potiguar, Paulo Pinheiro. Tigre segue sua invencibilidade de sete jogos, e agora precisa vencer o Brasil para encaminhar de forma tranquila a permanencia na Série B.


Foto: colaboração Criciuma E.C

sábado, 29 de setembro de 2018

É permitido sonhar


















Tirando o susto no final, o 2 a 1 diante do Boa Esporte garantiu  mais tres pontos na tabela, e com este resultado, seis pontos distanciam o Tigre da zona do rebaixamento. Eu sei que o campeonato do Criciuma é de chegar aos 45, mas faltam poucos pontos, apenas seis para garantir a permanência
na B e daí pra diante, oque vier é lucro. Faltando 10 rodadas, é permitido sonhar, na medida que chegando a 45 pontos, nao restará outra situação que nao a de brigar pelo G-4.

Foto: colaboração Globo Esporte

sábado, 15 de setembro de 2018

Do susto, à vitoria























Uma vitoria do Criciuma sobre o Avai neste sábado, com toda a dramaticidade. Depois de estar vencendo por 2 a 0 no primeiro tempo, permitiu a reação avaiana que empatou o jogo em oito minutos do segundo tempo. E dai, toda a dificuldade. O intervalo fez mal ao Criciuma, o time sofreu o empate e se perdeu completamente. Cheguei a temer o pior mas aos 37, Andrew depois da defesa parcial de Aranha, empurrou pro fundo da rede fechando o placar de3 a 2.. Dos quatro jogos contra o Avai este ano, o Tigre venceu tres. E sao três vitorias seguidas, oque  nao havia conhecido ainda na Serie B. Faltam 10 pontos para chegar aos 45. Faltando 11 jogos, Tigre precisa de 10 pontos para garantir a permanência na B, que a essa altura, é tudo que interessa.

Foto: colaboração Joel Bernardo/Rádio Difusora

sábado, 8 de setembro de 2018

Vitoria com autoridade sobre o lider








Foi uma vitoria gigante do Criciuma diante do Fortaleza na tarde deste sábado no HH no jogo de tres expulsoes. Com toda a dificuldade. O adversario que é lider, deu muito trabalho ao Tigre que só definiu no final com o lindo gol do Vitor Feijao, o grande atacante do Criciuma na Série B. Zaga foi bem, Luiz voltou a ser o velho Luiz, o meio de campo com dificuldades, teve em Elvis o seu principal jogador com Zé Carlos sempre brigando na zaga adversaria. De seus pés saiu o importante gol que abriu o placar, Tigre abriu quatro pontos do Z-4 e pode aumentar ainda mais no sabado diante do Avai. Uma vitoria pra confirmar o bom momento e ratificar uma invencibilidade de mais de quatro meses no estadio Heriberto Hulse.

Foto: colaboraçao Criciuma E.C

terça-feira, 4 de setembro de 2018

Vitoria do alivio



















Da pra dizer que foi a vitoria do alivio. O 1 a 0 do Criciuma no Juventude tem um significado muito especial, que passam pelos tres pontos, os tres pontos de distancia do Z-4 e tambem o fato de passar o proprio adversário, naquele tipico jogo de seis pontos. Tigre controlou bem o jogo. Liel e Ronaldo deram consistência no meio de campo, e isso deu u respeito a defesa. O ataque tem sido o calcanhar de aquiles e precisa ser corrigido, mas a vitoria de  1 a 0, pode ser considerada como uma goleada. Agora com dois adversários de G-4 no HH, da pra projetar dois bons jogos e porque nao  duas grandes vitorias, contra Fortaleza e Avai. E sobre o Juventude, com essa bola, o Winck vai treinar o time gaucho na serie C.

Foto: colaboração Criciuma E.C

terça-feira, 28 de agosto de 2018

Momento preocupante
























O empate em 0 a 0 com o Guarani levou o Tigre a quinta partida sem vitórias. São tres empates seguidos dentro de casa e duas derrotas fora. Pra piorar, tem toda a rodada pela frente, que pode colocar o Criciuma no Z-4. Mazola Jr falou que a plataforma teria que mudar, mas nao mudou nada. Até o time ele mudou só no segundo tempo quando todos esperavam um time diferente na escalação, pra confirmar a mudança. Time criou algumas situações no primeiro tempo, no segundo foi burocratico, teve ainda o problema do M. Freitas e jogou com um a menos por aproximadamente 15 minutos. A mesma praça, o mesmo bando, as mesmas flores o mesmo jardim, ou, a mesmice. Criciuma nao evolui e nesse andar, ta mais pra baixo que pra cima na tabela. Agora na terça feira em Caxias diante do Juventude, tem a chance de mudar a plataforma, e voltar a vencer. Ou volta a vencer ou vai acabar se enterrando na zona do rebaixamento.

Foto: colaboração Joel Bernardo/Radio Difusora

sábado, 25 de agosto de 2018

Sinal de Alerta














Fez feio o Criciuma nas Alagoas. A derrota era algo que se esperava, porque nao há confiança no time do Criciuma. Existe a torcida e nada mais. Até controlou bem o jogo,mas só até tomar o primeiro gol. Depois, desandou a maionese. Nem as alterações do Mazola Jr. resolveram. Nada deu certo. Falhou a defesa, meio não jogou e ataque inexistiu. Isso resume o Criciuma no Rei Pelé e pior, a pontuação já é de Z-4. Já sao quatro jogos sem vencer e novamente a preocupação com o fundo do poço. Terça tem mais uma bronca em casa, diante do Guarani e agora parceiro, é obrigação. Vencer ou vencer. Nao tem outra saída. Sinal de alerta novamente no Heriberto Hulse.


Arte: colaboração Globo Esporte

terça-feira, 21 de agosto de 2018

Empate com sabor amargo



















Um primeiro tempo de luxo, tirando a desatenção do gol do Guilherme, vitoria parcial, e um segundo tempo horroroso do Criciuma. Time se perdeu. O gol do Coritiba mexeu com o emocional, e o Criciuma nao soube controlar os nervos. O segundo tempo do Tigre foi horroroso. Desorganizado, nervoso, sem poder de chegada e com dificuldades na marcação, o Tigre fico refém do adversário e nao perdeu por pouco. Da pra lamentar e ao mesmo tempo agradecer. Nenhum problema nas duas situações. Mazola demorou pra mudar e me parece que demora um pouco pra mexer. Colocar o Maranhao aos 38 do segundo tempo, sabendo que com ele, o Tigre ganha e ganha muito na boa parada, me parece brincar com a sorte. Um ponto da zona do rebaixamento preocupa e a sequencia da tabela nao é boa, porque vai encarar adversarios que brigam lá em cima. CSA pela frente fora. Vai ter que fazer um crime nas Alagoas, sob o risco de voltar pra zona do rebaixamento.

Foto: colaboração Guilherme Hahn / Especial

terça-feira, 14 de agosto de 2018

Noite pra esquecer



















A proposta do Criciuma em Campinas era apenas uma: se defender mas a proposta foi pro espaço com os erros defensivos. Uma noite pra esquecer do setor defensivo do Tigre. A zaga que vinha bem com Liel, deu mole e a Ponte nao perdoou. Tirando o gol do Alex Maranhao, o Criciuma nada fez para justificar melhor sorte. Mazola Jr. nao soube fazer desse limao uma limonada, e quando mudou, fez apenas o tradicional seis por meia duzia. Terminou perdendo por 3 a 1 e nao fez a terceira alteração. Uma noite pra esquecer. Fiquei com pena dos colegas da Difusora AM 910 quando tiveram que escolher o melhor do Criciuma em campo. Apaga tudo, passa a regua. Esquecamos Campinas. Foco agora no Coritiba, pedreira da proxima terça feira no HH. 

Foto: Colaboração  EDUARDO CARMIM / Agência O Dia